,

On Premises vs Cloud: a polarização do ambiente na nuvem

  • By Lilian Bressanin
  • 3 de agosto de 2021
  • 209 Views

Depois de compreender que a sua empresa está passando por uma dor de ambientes de infraestrutura, tem dúvida de onde investir e compreender os prós e contras de cada servidor. E com a concorrência do mercado crescendo, a pressão de se tornar cada vez mais tecnológico fica maior, fazendo com os empresários precisem recorrer a diferentes escolhas em meio a tantas opções. 

Todo esse processo pode ser chamado ERP, que nada mais é que um sistema de planejamento de recursos empresariais que agrupa diferentes processos, dados e informações de toda a empresa em um único ambiente.

O ERP facilita a integração de atividades entre os setores da empresa, além disso auxilia na análise sistêmica da empresa e na hora de tomadas de decisão.

Pensando nisso, no texto de hoje vamos trazer a diferença entre os dois principais ERPs usados no mercado atualmente: On Premises e Cloud. 

Mas afinal, o que é o Cloud Computing?

Cloud Computing é uma tecnologia que utiliza em grande escala a conectividade com a internet, permitindo que os usuários possam acessar diferentes informações, ferramentas de onde estiver e como estiver, ou seja, não há necessidade de uma conectividade em um computador pessoal ou algum servidor local. 

Em vez de adquirir licenças, ter e manter datacenters e servidores físicos, é possível acessar serviços de tecnologia ou até mesmo capacidade computacional (CPU e Memória), armazenamento e bancos de dados, conforme a necessidade, usando um provedor de nuvem como a Amazon Web Services (AWS).

Existem diversos benefícios em adquirir o serviço de Cloud, mas a possibilidade e flexibilização de consumir mais ou menos recursos de acordo com sua demanda.

Você pode aprender Cloud Computing do zero aqui

E o tal do On Premise, o que é ?

On Premise é um servidor local que exige uma licença de software e hardware para usá-lo e por conta disso é necessário um planejamento mais detalhado e deve ser considerado o ambiente e os procedimentos de segurança da empresa.

Esse modelo tem como o seu objetivo atender necessidades específicas da empresa em longo prazo, normalmente é aplicado quando já existe uma sólida empresa de TI atuando na organização, que consiga dimensionar as possibilidades da solução. 

Além disso, o On Premise permite que você e sua equipe gerencie todos os recursos da sua empresa, realizando upgrades e mudanças no sistema interno sem exigir acesso à internet.

As principais diferenças entre os dois serviços

Agora que você entendeu o que são os dois ERPs mais utilizados pelas empresas, precisamos te mostrar as principais diferenças entre eles para que você consiga distinguir e assim escolher o que mais se adequa a sua empresa.

Implantação

A implantação na nuvem tende a ser mais simples, pois basta  entrar no sistema por meio de algum site, portal ou plataforma do fornecedor. Após todo o processo de cadastro, com simples login e senha em mãos o acesso se torna simples e rápido. 

Entretanto, neste modelo sempre será necessário abastecer o sistema com informações da empresa e realizar possíveis personalizações e especificidades de acordo com o seu negócio. É  importante deixar claro que por conta desse processo,  muitas das vezes será necessário adaptar os processos atuais da sua empresa na estrutura do ERP em nuvem. 

Já o sistema On-premise necessita de uma instalação de programa nos servidores e computadores da empresa, por conta disso, ele utiliza mais da infraestrutura do TI corporativo. 

Com isso, o processo de implantação se torna mais demorado, pois acaba precisando de um tempo para configurar o sistema e seus módulos em cada computador. Porém, é um modelo que oferece mais possibilidades de personalização, o que é uma vantagem para as empresas que possuem requisitos de integração e desenvolvimento. 

Além disso, o On-premises pode ser instalado a partir de pacotes de serviços, com escopos pré-definidos e sintonizados a cada segmento.

Preço e formas de pagamento

No modelo de ERP On-premise pode ter um investimento inicial muito alto pelos requisitos e processos de implantação complexos e pela necessidade de adquirir equipamentos para que ocorra a instalação. Além disso, existe o custo por aquisição de licença do uso dos sistemas para a manutenção dos hardwares que o suportam.

Já o serviço em Cloud não possui programa, mas sim o acesso a ele, ou seja, isso pode ser feito por meio de pagamento fixos mensais, trimestrais, anuais, etc dentro de um modelo de assinatura.

Acessibilidade

O Cloud Computing pode ser acessado de qualquer local em qualquer hora desde que tenha conexão com a internet. Para ter um serviço de cloud é fundamental contar com um sinal de internet, o que pode exigir um investimento maior. Neste caso, existem fornecedores que oferecem um número ilimitado de usuários por um valor fixo e mensal. 

Além disso, você consegue escolher entre IDs limitados ou nomeados para outras regiões, de modo que o seu negócio se aprimore com o passar do tempo. Com os IDs nomeados é entregue um volume estipulado de usuários com uma mensalidade variável e proporcional a ele

Já no caso do ON-Premise, o acessos dos usuários é somente local, porém existem opções que permitem a conexão remota via web, mas para isso é necessário conexão com a internet.

Como escolher o melhor sistema para o seu negócio

Para conseguir escolher a melhor opção de serviço é importante ter uma boa compreensão do seu negócio e das possibilidades de adoção das novas tecnologias. Por isso, separamos alguns pontos que você deve analisar antes de escolher qual ERP para o seu negócio.

  • Infraestrutura: Caso sua empresa não tenha um espaço para a alocação de hardwares ou está com poucos recursos para investir na aquisição deles, o serviço de Cloud pode ser o melhor para o seu negócio.
  • Fluxo de caixa da empresa: Geralmente o serviço de Cloud permite alinhar o pagamento mensal com o fluxo de caixa da empresa, ajudando na organização das contas da empresa;
  • Acesso à internet: Se a sua empresa não possui um plano de internet bom, o On-premises pode ser uma melhor opção, isso porque caso haja alguma falha na conexão a sua equipe não será prejudicada.
  • Número de usuários: Nos dois serviços você poderá definir quantos usuários terão acesso por meio dos pacotes IDs ilimitados/ nomeados ou licença de uso. Neste caso, você precisa analisar a necessidade da sua empresa de escalabilidade e assim escolher o melhor.

Como a Select Soluções pode ajudar o seu negócio com Cloud

Agora que você compreendeu a diferença entre os serviços on-premises e Cloud, você vai analisar toda a sua infraestrutura e analisar a melhor opção para o seu negócio. A partir disso, vai procurar por fornecedores que atendam suas necessidades e compreenda o que o seu negócio precisa. 

A Select Soluções oferece junto com a AWS (Amazon Web Services) apoio para sua empresa em toda sua jornada, desde o entendimento do nível de maturidade de tecnologia até a projeção de um cenário para seu ambiente, com baixo custo operacional, alta eficiência e um time completo de especialistas para atender o seu negócio. 

Entre em contato conosco, será um prazer entender o seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *